É seguro tomar Creatina?

 A Creatina é, sem dúvida, um dos suplementos esportivos mais populares do nosso tempo. Dado como diretamente as pessoas associá-lo com um melhor desempenho e composição corporal você pode até colocá-lo à frente do Whey Protein,cujo o qual muitos atletas agora o tratam como se fosse comida.

Parte do apelo sobre a creatina é, naturalmente, devido à sua eficácia. A maioria das pessoas que o tomam simplesmente observam maior força, poder e crescimento muscular como resultado, e a pesquisa corrobora esta afirmação.

A creatina também tende a ser um dos suplementos mais estudados, tanto em um ambiente desportivo e na forma como ele interage com várias condições médicas. Em suma, se você não está tomando creatina, é porque você está com medo de um certo efeito colateral, efeito colateral que provavelmente foi analisado em um ambiente de laboratório.

Quer a verdade diretamente sobre o que a creatina vai ou não vai fazer para o seu coração, fígado, ou rins? Aqui está o que a pesquisa existente tem a dizer.

Efeitos colaterais e preocupações

Primeiramente: Sim, a creatina pode causar retenção de água.
Esta é provavelmente nenhuma surpresa. Independentemente disso, a menos que você tenha problemas de hipertensão ou algo semelhante que requer tratamento com diuréticos não é uma questão médica. Para as pessoas interessadas em parecerem mais inchadas, a retenção de água acontece em seus músculos, por isso, na verdade, faz você parecer um pouco maior. Isso explica por que alguns fisiculturistas cortam a  creatina perto do fim de sua preparação para competições. O restante de nós não precisamos nos preocupar.

Todos os efeitos colaterais mais comuns associados com a creatina tem origem no seu perfil de absorção no intestino. Em doses baixas, cerca de 1-3 gramas,a creatina é bem absorvido. Como a dose aumenta, a absorção diminui, o que é por isso que você não pode exagerar na dose de creatina, pelo menos, não de uma forma que iria apresentar problemas médicos.

Há algumas reivindicações que a creatina pode contribuir para problemas cardiovasculares, como arritmia, mas eles parecem estar baseados em anedotas e do efeito placebo.

E sobre o fígado?

Uma polêmica comum contra a creatina é que é ela faz para o fígado.Uma série de estudos em humanos examinaram especificamente o uso de creatina e parâmetros hepáticos e não encontraram nenhuma associação entre os problemas do fígado em relação ao uso do suplemento.

E os rins?

A ideia de que a creatina pode causar danos nos rins vem a seguinte lógica:

  1. Um dos testes para um rim funcionar mal é para a creatinina. Se os níveis de creatinina no sangue são altos, os rins podem  não estar funcionando direito.
  2. A creatinina é um produto residual da creatina, e suplementar com creatina irá aumentar seus níveis de creatinina.Níveis de creatinina elevada em si mesmos não são um problema. Eles podem ser indicativos de problemas renais, mas também podem ocorrer independentemente de problemas renais. Em algum nível, é compreensível que isso causou alguém para fazer soar o alarme, mas não significa que seja um motivo para evitar tomar creatina.

    Estudos em humanos sobre biomarcadores da função renal durante a suplementação de creatina não mostraram alterações significativas na ureia ou glicose ou proteínas na urina, e TFG (taxa de filtração glomerular) também se manteve inalterado. Isto foi demonstrado em pessoas com esclerose lateral amiotrófica, 4-6 mulheres na pós-menopausa, 7 atletas, 8 adultos jovens, 9-11 e diabéticos tipo 2. Mesmo uma dose de 2 g foi demonstrado ser excelentes para pacientes em diálise, ao longo de quatro semanas.

    Conclusão

    1. A creatina não causa danos ao músculo esquelético ou do coração, fígado e rins.
    2. Creatina, neste momento, parece estar bem para distúrbios renais que não são caracterizadas por edema e inchaço dos tecidos.
    3. Com base em pesquisa limitada, provavelmente é aconselhável para evitar a suplementação de creatina, se você tem doença renal policística, glomerulosclerose segmentar e focal, ou outra doença renal caracterizada por inchaço dos tecidos.Nós não vemos razão para temer a Creatina. Atletas modernos tratam ela como uma vitamina, e com razão: é seguro, saudável, barato, e para a maioria das pessoas, ele simplesmente funciona. Basta tomar 3 a 5 g por dia após o treino e pronto!

CURTA NOSSA PÁGINA!

DIGITE AQUI O QUE PROCURA!

RECEBA AS NOSSAS DICAS!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do site!

Siga-nos no google +